Lícia D'Ávila - Doctoralia.com.br

Receitas por categoria

Nutrição funcional, receitas sem glúten, sem açúcar e de baixo carboidrato (Lowcarb).

Probióticos, prebióticos e Kefir

Probióticos, prebióticos e Kefir

O que são probióticos e prebióticos

 

Os probióticos são bactérias benéficas que ajudam a manter a saúde intestinal. São encontrados em iogurtes e leites fermentados, além de suplementos especializados, que contêm um ou mais micro-organismos vivos, como os lactobacilos e as bifidobactérias. Depois de consumidos, esses “bichinhos” se dirigem principalmente para o trato gastrointestinal e urogenital, estimulando o funcionamento saudável dessas áreas.

O intestino é a principal porta de entrada de nutrientes no organismo. Da mesma forma que nutrientes são absorvidos pela parede intestinal, agentes maléficos também podem ser. A função dos probióticos é colonizar e proteger a parede intestinal, evitando, assim, que moléculas alergênicas e micro-organismos patogênicos causem danos à saúde.

A presença desse exército pode evitar a formação de células responsáveis pelo desenvolvimento do câncer de cólon, conforme relatam estudos científicos.

Os micro-organismos do bem, auxiliam no trabalho de absorção dos nutrientes, tais como ferro, cálcio e vitaminas do complexo B, entre outros.

Para se beneficiar dos efeitos dos probióticos, deve-se consumir produtos que contenham estes micro-organismos. Isso pode ser feito por meio de suplementos – com indicação de um nutricionista – ou de alimentos que reúnem certa quantidade desses compostos, como iogurtes e leites fermentados. Os probióticos normalmente precisam ser mantidos sob refrigeração constante e têm pouco tempo de vida.

O consumo de alimentos fontes de probióticos deve ser diário para garantir a defesa. A ingestão conjunta de prebióticos fortalece os micro-organismos probióticos.

Os compostos prebióticos são fibras não-digeríveis que funcionam como alimento para as bactérias intestinais benéficas, isto é, os probióticos – daí a importância de ingerirmos ambos para reorganizar a flora intestinal.

Os representantes mais conhecidos desse grupo são: frutooligosacarídeos (FOS) e inulina. Os FOS, por exemplo, estão concentrados em alimentos de origem vegetal  como cebola, alho, tomate, banana, cevada, aveia, trigo, mel e cerveja. Já a inulina está presente principalmente na raiz da chicória, e também no alho, na cebola, no aspargo e na alcachofra.

Além de ajudar no sistema imune, atuando com os probióticos, esses elementos auxiliam nas funções intestinais, evitando a constipação, e reduzem a absorção de gorduras e açúcares, e têm a capacidade de aumentar a absorção de cálcio e  magnésio pelo organismo.

Os alimentos ricos em pré-bióticos devem ser consumidos diariamente. Mas é válido frisar que pessoas com problemas intestinais não podem cometer exageros, uma vez que o consumo de fibras pode resultar em diarreia ou flatulência. Outra recomendação é beber bastante água, já que o líquido ajuda na formação e eliminação do bolo fecal.

Clique e assista: Kefir uma joia da natureza (vídeo no canal Revigorando).

 kefir

Kefir – O que é?

O kefir advém da palavra turca keyif que significa sentir-se bem. Tem origem nas montanhas do Cáucaso, na Rússia. Os caucasianos acreditavam ter recebido os grãos do profeta Maomé e este por sua vez, de Alá. Assim, os grãos foram transmitidos de geração em geração, como forma de passar boas energias, sentir-se bem a todos que o recebessem.

Com o passar dos anos, o sentir-se bem com o uso rotineiro do kefir, vem sendo confirmado pela ciência, sendo muito mais que uma bebida saborosa. É um alimento poderoso, que vem sendo valorizado pelos cientistas nos últimos anos e que contribui para a saúde como um todo.

Meu espírito de pesquisa sempre me leva a buscar evidências em tudo que se diz milagroso no tocante à saúde, portanto busco estudar as publicações científicas existentes sobre o assunto. Isso me levou a entender o poder então atribuído ao kefir.

Comecei a cultivar os grãos em casa e a consumir o kefiran, avaliando assim seus efeitos. Como normalmente consumo probióticos em pó, comprados, substituí pelo kefir, que por ser cultivado em casa, não gera gastos a não ser do leite ou leite de coco.

Percebi grande diferença no potencial de ação do kefir comparado ao probiótico de lactobacillus que eu vinha consumindo. A mudança foi notória.

Há muito já se vem recomendando o uso de alimentos fermentados para a saúde por seus efeitos probióticos.

probioticos2

O kefir tem como principal característica ser um excelente probiótico, uma vez que é composto por um conjunto de bactérias e fungos, principalmente o mais comum, da espécie Lactobacillus sp. Mas a microbiota presente no kefir, é bem mais rica que em qualquer outro alimento probiótico. São por volta de 34 espécies de bactérias e fungos benéficos ao organismo, podendo variar os tipos, de cultura para cultura, uma vez que os grãos são repassados pelo mundo.

É um composto líquido fermentado, enriquecido com vitaminas, aminoácidos, dióxido de carbono, acetoina, álcool e óleos essenciais que mostraram ter efeitos benéficos à saúde.

Os grãos de Kefir são constituídos por leveduras fermentadoras de lactose (Kluyveromyces marxianus) e leveduras não fermentadoras de lactose (Saccharomyces omnisporusSaccharomyces cerevisiae e Saccharomyces exiguus), Lactobacillus caseiBifidobateriumsp e Streptococcus salivarius subsp thermophilus.

Propriedades do Kefir

beneficios

1) Propriedades antimicrobianas – Candidíasecandida

O kefir tem um efeito bactericida contra muitos organismos patogênicos devido à sua produção de ácidos orgânicos, peróxido de hidrogênio, acetaldeido, dióxido de carbono e bacteriocinas.

Nos estudos relacionados ao final do artigo, verificam-se inibições de crescimento de diversos microorganismos como: Escherichia Coli, Listeria monocytogenes, Salmonella typhimurium, S.enteritidis, S. flexneri,Yersinia enterocolitica,Candida albicans.

Sendo então um grande aliado na cura de candidíase, problemas gástricos e intestinais.

 

2) Propriedades anticarcinogênicas cancer

A propriedade anticarcinogênica encontrada no kefir, advém da capacidade indireta de estimular o sistema imunológico promovendo a atividade dos linfócitos T, que irão agir na destruição de invasores, inclusive o câncer. É uma ação de controle da doença indireta.

3) Diminuição do colesterol total

Diversos estudos constataram uma redução da biossíntese de colesterol no fígado,  e um aumento na degradação dos ácidos biliares pelas espécies de  Lactobacillus presentes. Tais fatores contribuíram para a redução do colesterol, embora mais estudos se façam necessários sobre o assunto.

4) Melhora no processo de digestão da lactoselactose

Estudos científicos (relacionados ao final do post) verificaram na microbiota diversificada do kefir, uma capacidade de galactosidase (enzima de digestão da lactose, não eficiente para as pessoas com intolerância à lactose), capaz de converter lactose em glucose e galactose. Permitindo assim, o metabolismo da lactose sem dificuldades.

5) Acelera o processo de cicatrizaçãocicatrização

O gel do kefir feito de kefiran, mostrou-se mais eficaz na redução de feridas infectadas do que aquelas tratadas a base de emulsão clostebol–neomicina. O ácido láctico, acético, polissacarídeos e outros componentes presentes no kefir, foram fatores importantes nas propriedades de cicatrização.

6) Propriedades probóticas e prebióticas

Kefir é um sistema microbial complexo, não apenas nutricionalmente benéfico, mas igualmente capaz de inibir patógenos naturalmente presentes nos alimentos como aqueles que causam danos graves à saúde.

Muitos alimentos probióticos conhecidos do nosso cotidiano e formulados contém um número limitado de bactérias benéficas. Já o kefir pode ser considerado um exemplo interessante de simbiose microbial. Adquiriu forte resistência contra muitos microorganismos e com isso aumentou a nossa resposta imunológica, permitindo que o organismo humano busque a cura natural de problemas de saúde, assim como facilite a regressão de doenças.

Como propriedades prebióticas, consideram-se os oligossacarídeos fermentáveis não digeríveis, presentes no kefir, que promovem a saúde. Estes compostos são conhecidos por promover melhora no status nutricional, assim como proteção carcinogênica, mutagênica, controle da flora intestinal e resistência gastrointestinal.

Forma de preparo

Passo 1 – Verifique um doador em sua região clicando aqui:       Probióticos Brasil

Passo 2 – Ao receber os grãos de seu doador, lave-os em água filtrada. Todo o cuidado com a higiene no manuseio é extremamente necessário para que outros fungos ou bactérias maléficas não venham a se instalar no líquido e contaminar a bebida.

  • Preparo para kefir de leite :

Para cada colher de sobremesa de kefir, em um recipiente de vidro, porcelana ou plástico, adicione 500 ml de leite longa vida, ou qualquer outro tipo, desnatado, integral, e mesmo leite de coco.

Tampe o recipiente e deixe fermentar no mínimo por 12 horas e no máximo por 48 horas, fora de geladeira. O calor acelera o processo de fermentação.

Passado o tempo de fermentação, você irá notar a formação de um gel muito parecido com iogurte, e a formação de soro.

Utilize colheres e quaisquer utensílios de plástico para mexer o líquido, jamais de metal, para evitar reação com a acidez da mistura.

Pegue uma peneira e coe o líquido, separando os grãos, que deverão ser reutilizados para nova fermentação.

Se for utilizar leite de coco, o meu preferido, não haverá sorificação, a fermentação acontece de forma homogênea, ligeiramente mais pastosa.

Alguns cuidados devem ser tomados no preparo de kefir com leite de coco. Nunca deixe os grãos sempre se alimentarem somente de leite de coco. Eles precisam para se desenvolver da lactose e outros compostos presentes no leite. Portanto intercale as fermentações, deixando os grãos por 3 vezes em leite e depois duas em leite de coco. Assim eles continuarão crescendo e produzindo.

Preparo para kefir de água :

Utilize a seguinte proporção: para cada 3 colheres de sopa de grãos de kefir, junte 250 ml de água filtrada ou fervida e uma colher de sopa de açúcar mascavo.

O tempo de fermentação, coagem e utensílios será o mesmo.

Tome diariamente o líquido resultante da fermentação para manter sua flora bacteriana e sistema imunológico em dia !

Pode ser misturado a frutas, sucos, ou ingerido como iogurte. Dê preferência para uso sem aquecimento.

Kefir é saúde e boas energias !!!!

Referências bibliográficas:

John Stephen Moses; Sirirat Deeseenthum. Properties and benefits of kefir -A review. Thailand: Songklanakarin J. Sci. Technol.p. 275-282, May-Jun. 2015.
Isabela Mendes Baldim; Maria Aparecida Pereira ; Luciana Rosa Alves Rufino ; Nelma de Mello Silva Oliveira ; João Evangelista Fiorini in Teste de sensibilidade ao quefir de cepas de Candida sp. isoladas de vulvovaginites. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada Journal of Basic and Applied Pharmaceutical Sciences Rev Ciênc Farm Básica Apl., Alfenas/MG – Brasil 2012;33(3):379-383.
Analy Machado de Oliveira Leite; Marco Antonio Lemos Miguel; Raquel Silva Peixoto; Alexandre Soares Rosado; Joab Trajano Silva; Vania Margaret Flosi Paschoal. Microbiological, technological and therapeutic properties of kefir: a natural probiotic beverage in Brazilian Journal of Microbiology,vol.44 n.2 São Paulo,2013.
 Site body ecology. Acesso via http://bodyecology.com/articles/the-link-between-homemade-kefir-and-your-immune-system.
Rafaela Strada de Oliveira BERGMANN, Maria Aparecida PEREIRA, Sandra Maria Oliveira Moraes VEIGA , José Maurício SCHNEEDORF, Nelma de Mello Silva OLIVEIRA, João Evangelista FIORINI. Microbial profile of a kefir sample preparations – grains in natura and lyophilized and fermented suspension – Perfil microbiológico de preparações de uma amosta de quefir – grãos in natura, liofilizado e suspensão fermentada in Ciência e Tecnologia de Alimentos,  Campinas: 1022-1026, out.-dez. 2010.
Site Universidade Federal do Recôncavo da Bahia via acesso http://www2.ufrb.edu.br/kefirdoreconcavo/2-uncategorised/2-sobre-kefir
Site da nutricionista Adriana Lauffer via acesso em http://www.adrianalauffer.com.br/voce-sabe-o-que-e-kefir-saiba-o-que-e-e-como-utiliza-lo/

4 thoughts on “Probióticos, prebióticos e Kefir”

  • Olá,
    encontrei seu vídeo no Youtube e gostei muito; por favor, pode me dizer onde consigo muda de Kefir de leite (vou usar com leite vegetal, não posso tomar leite) e o Kefir de água?
    Sou de Belo Horizonte e no grupo de kefir do Facebook não conseguir.

    Grata

    Silvana

  • Qual melhor kefir, agua ou leite?
    E qual leite escolher? Os de mercado nem leite são.
    Esses de caixinha podem trazer prejuizo se usados para obter o kefir?

    • Cara Solange,
      Ambos trazem os mesmos benefícios, a diferença está na quantidade de probióticos que cada amostra tem. Porém pouca diferença irá fazer. Outro ponto é que se você tiver resistência à insulina ou diabetes, melhor escolher o kefir de leite. Os leites de caixinha podem ser usados sem prejuízo algum, não importando se o leite for integral, semi desnatado ou desnatado. Não deve usar o leite sem lactose pois os bacilos do kefir se alimentam dela (lactose), e geram um produto que não afeta os intolerantes à lactose.
      Espero ter esclarcido,
      Abraços,
      Licia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *